Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

SALADA DE FRUTAS

Queridos amigos,

Mais uma saladinha de frutas.


JOÃO GILBERTO - Amigos, não suporto esse cantor, mas vou ficar calada porque estou indo contra meio mundo, principalmente aqueles que fazem parte da elite brasileira que o consideram gênio. Por qual motivo? Porque começou a cantar sussurrando? Nesse caso, também vamos considerar a Ana Carolina uma "gênia" porque só faz declarações de amor aos berros. Pau que dá em Chico, dá em Francisco também.

MADONNA - Queridos, lembram daquele post em que eu toda animada disse que iria ver o show da Madonna com filhota, filhote e atual norinha? Esqueçam o que falei, 180,00 por pessoa vai me deixar em uma situação fodástica. Tadinha de mim, vou ter que me contentar com os CD's.

AMY WINEHOUSE - Tenho verdadeira paixão por essa cantora que foi considerada pela crítica especializada como maravilhosa. Aliás, já escrevi sobre ela uma ou duas vezes. Quando ouço "Love is a loosing game" eu sinto vontade de chorar de tão emocionada que eu fico. Carácoles, será que não existe uma maneira de pegar essa moça e trancafiá-la em um quarto até que acabe a crise de abstinência? Meu Deus do céu, se continuar desse jeito, ela não viverá até o final do ano que vem. Pesquisem no Google fotos dela, caso não a conheçam, e vejam a que ponto ela chegou.

ABSTINÊNCIA - Falando em vício, quando morava no Rio, uma vez saí para passear com o meu cachorrinho e ouvi um monte de berros na rua paralela ao lado. Parei para falar com o porteiro do prédio e ele disse para mim que era uma menina adolescente que estava viciada e totalmente fora de controle. Garota essa que ele teve oportunidade de conhecer ainda na barriga da mãe. Quando todos os argumentos acabaram, simplesmente os pais resolveram tirar todos os móveis do quarto da menina, botaram grade na janela e alcochoaram paredes e chão. Foi desintoxicada a força e sem direito algum de sair dessa por conta própria. Os vizinhos tiveram paciência e tolerância para suportar toda a gritaria. O tempo passou e um belo dia fui conversar com o porteiro que disse para mim que o tratamento de choque foi um sucesso total. A menina é o xodó dos Narcóticos Anônimos e já recebeu não sei quantos prêmios por conta do "Só por hoje não irei me drogar".

O SUMIÇO DA VARA - Quando vi na televisão o episódio da vara sumida, comecei a soltar gargalhadas aqui dentro de casa. Pensei cá com os meu botões que o Kibe Loco
iria fazer a festa. Querem rir? Apareçam por lá.

O SUMIÇO DE LINKS - Queridos, alguns dos links desapareceram do meu blog depois de uma besteira que eu fiz. Até agora não entendi onde eu errei, mas não tem problema, basta me dizer que eu coloco novamente. Estou pedindo porque não decoro nome algum de blog.

NOSSOS ATLETAS - Escrevi este post ontem para ser publicado hoje, então não sei quantas medalhas temos, mas o que eu gostaria de dizer é que a de ouro não vale, porque ela deveria ser creditada na conta dos EUA, visto que o nosso nadador não pode ser considerado um brasileiro. Vive nos States com o patrocínio do pai, treinado por um americano e com uma vida prá lá de disciplinada naquele país. Vejam bem, não estou falando mal dele de forma alguma, muito pelo contrário, chorei junto com ele. No entanto acho que o Brasil não tem nada a ver com isso. Enquanto não houver interesse por parte dos governantes, nossa performance será esse horror que está aí. O único esporte que não merece perdão ao perder é o futebol e deu no que deu. Brasil x Argentina é o maior clássico do mundo e nossa seleção se comportou como se estivesse em um campinho jogando pelada. Jogando mal e apática, diga-se de passagem.

BOLINHA - Queridos, tenho um cachorrinho que fará 12 anos em janeiro próximo. Ele é um poodle grande todo branquinho e com tantos pelos que demos esse nome a ele. Educado, gentil, paciente com crianças exaltadas, só faz sujeira na rua e entende todos nós. Sabe direitinho quem está carente e precisa de colo e conforto. Ele consegue a proeza de ter a amizade de pessoas que não toleram cães. Nosso grande e querido X., que foi o responsável por termos vindo morar aqui, nunca gostou de cachorros, mas passou a aceitá-los por causa do Bolinha. A viagem dele para cá foi feita no seu carro. Foram muitas horas, porque a todo momento tínhamos que parar para ele fazer xixi. Sabíamos bem que ele jamais urinaria no carro, mas ainda assim tivemos essa precaução. Bolinha foi um gentleman do início ao fim e agora X. o adora. Por que estou contando essa história? Porque estamos percebendo que nosso querido filhote de quatro patas está velho e começa a ter um probleminha ou outro de saúde. Eu não sei o que vai ser do meu marido no dia que esse cachorro vier a falecer. Eu já estou me preparando, minha filha também a duras penas, mas maridão nem pode pensar no assunto. Queridos, só quem tem um animal doméstico pode entender esse relacionamento. É uma amizade pura e simples e que não depende de absolutamente nada. É puro amor sem cobrança alguma e é por esse motivo que a cada dia que passa, mais eu amo os animais, principalmente os cães.

PRÁ TERMINAR - Desejo a todos um lindo final de semana.

Beijocas

Yvonne