Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

12.12.2007 - FOTO KIRLIAN



Amigos,


Conforme alguns de vocês já sabem, consegui me aposentar praticamente jovem. Não, não conheço ninguém do INSS e muito menos ando metida em maracutaias. Acontece que, como comecei a trabalhar com 18 anos e até o final de 1997 aquele instituto permitia aposentaria parcial com 25 anos de trabalho para a mulher, eu tive esse benefício. Colegas de trabalho que eram da minha época, mas que começaram um pouquinho mais tarde não tiveram a mesma sorte que eu. Saí no dia 22.11.1997 e uns dois ou três meses depois o governo mudou as regras do jogo.

Pois bem, o ano de 1998 não foi muito bom para mim. Não foi pelo fato de não ter o que fazer, porque eu tinha o que fazer sim, mas algumas pequenas coisinhas chatas que acabaram me empurrando para o mundo esotérico. Fiz diversos cursos, tive experiências incríveis e aprendi um monte de coisas. Não vou entrar em detalhes porque o assunto é longo demais e eu também respeito o direito do próximo que pode não acreditar em nada que eu possa contar.

Como sou nível 4 da terapia Reiki, li em um jornal voltado para esse tipo de assunto que um determinado profissional tiraria uma foto Kirlian com direito à interpretação para quem comprasse o livro dele. Foi o que eu fiz. Um dia tirei uma foto e depois apareci para ouvir os comentários. Eu fiquei encantada com tudo que ele falou a meu respeito e decidi naquele momento que eu iria comprar a minha máquina.

No ano seguinte consegui comprar (ela é cara), fiz o curso e comecei a tirar fotos de parentes e amigos. Tirei um monte delas. Só que depois eu fui tomar conhecimento de que os comentários do autor do livro foram fantasiosos demais, visto que ele tirou uma única foto e além do mais, Kirliangrafia não é mediunidade. Tomada de coragem, fui ao banco onde trabalhava e tirei um monte de fotos de ex-colegas e outros que eu não conhecia, cobrando apenas o filme e a revelação. Foi um sucesso. Outra vez, também tirei fotos dos amigos da minha filha que foram lá para casa fazer um lanche. Como adolescente é tudo igual e eu não ia cobrar nada mesmo, tirei apenas uma foto de cada um deles.

Foi divertido ver que praticamente todas as fotos da garotada eram iguais, com exceção de uma menina que estava abarrotada de problemas com paranormalidade e sofrendo violento vampirismo espiritual. Pedi para tirar novas fotos e dessa vez dos dez dedos da mão. Fiquei assustada e tentei de todas as formas alertar a família que simplesmente me ignorou. Menos de seis meses depois a garota morreu barbaramente assassinada com direito a estupro e mutilação. Foi terrível e traumático para todos nós.

Bom, antes que eu esqueça a foto Kirlian permite que se veja a aura do corpo. Dependendo das cores que aparecem, sabemos das características da pessoa e acreditem 98% delas dizem respeito à saúde e aspectos psicológicos. Apenas a paranormalidade e o vampirismo espiritual podem ser motivo de pouco caso para quem não acredita nesse tipo de assunto. Auto-estima baixa, grande importância para a opinião alheia, mágoas enraizadas, ódio, inveja, alcoolismo e drogas e outras coisas, tudo aparece nas fotos.

Virei profissional e tive um relativo sucesso, só que passei por uma situação extremamente chata: a constatação de que o cliente poderia ter um câncer que a foto consegue detectar até com dois anos antes que os primeiros sintomas comecem a aparecer. Foi horrível. Não sou profissional de saúde, não fui treinada para isso e como dizer para alguém ter cuidado com essa doença? Nunca usei tanto a minha lábia para falar, falar, falar, contar o milagre e não dar o nome do santo.

Por esse motivo, acabei desistindo. A máquina quebrou um tempo depois, mandei consertar e nunca mais apareci para pegar. Tomei verdadeiro horror. Saí de um grupo do Yahoo voltado para esse assunto e deixei até mesmo de atender os telefonemas que as pessoas davam em busca de informações. Quando eu mesma atendia, dizia que era a empregada.

Ajudei muitas pessoas, fiz algumas poucas amizades que acabaram se perdendo algum tempo depois e depois sumi no tempo e no espaço. Daquela turma, só restou uma única moça paulistana que eu conheci em um encontro nacional no Rio de Janeiro e que acabou virando minha irmã de carne e unha, a Meg que não é a blogueira que vocês já conhecem. Sei que esse post vai gerar comentários que durarão por um bom tempo, visto que muitas pessoas se interessam pela Kirliangrafia.

Resolvi falar sobre isso, porque estava pensando em escrever um post sobre pequenos momentos felizes que não têm nenhum significado na vida de ninguém, apenas na nossa. Me lembrei de um dia que guardarei para sempre no coração: aquele que consegui comprar um livro sobre a Kirliangrafia e que estava esgotado e não mais editado. Quando recebi o telefonema da funcionária da livraria dizendo que tinha conseguido um exemplar, eu fui correndo à Copacabana para comprar. Para melhorar mais ainda o meu astral, esse dia foi ensolarado e tinha alguma festa na cidade que eu não me recordo mais qual foi. Foi uma verdadeira conspiração cósmica para me fazer feliz da vida.

Caso tenham oportunidade, tirem as suas fotos e vocês terão surpresas boas ou más. Normalmente são mais boas do que más. Algumas coisas interessantes sobre o assunto:

- doentes terminais têm a aura violeta pálida. Eu tirei foto da minha mãe e de cara percebi que ela não duraria mais tanto tempo.
- a cor que mostra a baixa ou alta auto-estima é a branca. Quanto mais forte, mais estrela a pessoa se sente. Quanto mais fraca, é exatamente o contrário.
- para quem conhece a tradicional e milenar medicina chinesa, os pontos energéticos estão todos nos dedos também.
- alguns psicoterapeutas do RJ (muito poucos por sinal, para não dizer raros) antes de receberem pacientes para terapia, solicitam a um profissional de Kirliangrafia que tire as fotos.
- a cor da pessoa que tem tendência a paranormalidade (que é um conceito bastante abrangente no que diz respeito às fotos) é laranja. Caso sofra de vampirismo espiritual aparecem umas manchas vermelhas intensas, como se as fotos tivessem algum defeito.
- 100% de todas as fotos que eu tirei, como também quase isso que as demais pessoas que eu conheço tiraram têm como característica que todos nós brasileiros somos paranormais. O Brasil é uma terra de seres humanos que têm tudo para dar certo, mas por razões que desconheço resolvem viver nessa situação esquisita.

Bom amigos, há algum tempo queria escrever sobre esse assunto, mas tinha um certo receio. Alguns de vocês poderão se decepcionar comigo, visto que eu falei sobre algo que pode parecer vodu ou algo do gênero, mas não é por aí. Kirlian vem a ser o sobrenome do russo que sem querer descobriu isso e acabou morrendo depois de tantos choques que ele tomou. Até então, a máquina era um perigo. O governo russo tão logo soube dessa descoberta, escondeu isso do mundo inteiro. Eles planejavam dominar o planeta através das fotos, coisa de Pink e Cérebro. Só que, quando se deram conta de que não tinha nada a ver, abriram a guarda no início dos anos 70. Os americanos se encarregaram de divulgar para todos os demais países.

Prá terminar, gostaria de dizer que, caso tirasse a minha foto hoje, o branco estaria presente, visto que a minha auto-estima está em alta. Amigos, tudo que escrevo nos meus posts se encontra na minha cabeça. Eu não consulto o Google para nada. Se eu fosse preocupada com isso, teria procurado o pré-nome do Kirlian, mas fiquei com preguiça. Então caso queiram saber mais sobre o assunto, consultem aquela página.

Prá terminar (o retorno), não sei o que está havendo no meu bloguinho. Só aparece o último post. Então, caso não tenham lido os recentes, é só clicar na listinha que se encontra a direita.

Beijocas carinhosas

Yvonne