Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

SALADA DE FRUTAS DO DIA 15.08.2007

Amigos,

Mais uma saladinha de frutas para vocês.

DIA DOS PAIS - Foi doloroso ler o tanto de posts sobre o dia dos pais. O meu foi triste e o motivo com certeza não é a falta do meu pai que mora no exterior e nem mesmo a saudade do meu avô que foi o meu verdadeiro pai. Vovô morreu há 34 anos e o problema com o meu pai já foi resolvido há muito tempo. A razão está com a atual família e isso me fez sofrer muito.

APOCALIPSE NOW - Por razões que não consigo entender, nunca quis ver esse filme. Tinha muito medo. Só que a minha filha pediu na locadora porque ela cismou que quer ver os cem melhores filmes de todos os tempos. Resolvi arriscar e confesso que fiquei decepcionada. Deveria ter conservado essa aura de mistério. Achei uma droga e dormi faltando uns trinta minutos para o filme terminar. Adoro Francis Ford Coppola, como também a sua filhota Sofia Coppola e mais o Nicolas Cage, sobrinho dele, cujo nome verdadeiro é Nicolas Coppola, mas dessa vez vou ficar devendo o meu amor a essa nobre família hollywoodiana. O único momento que me impressionou foi aquele em que um monte de helicópteros americanos arrasam um pequeno vilarejo vietnamita ao som da "Cavalgada das Valquírias" do Richard Wagner. Mais delírio, mais insanidade, mais desrespeito ao ser humano impossível.

ARAGUAIA - Ainda sobre a série "Filhota quer saber de tudo", vimos o filme sobre a guerrilha do Araguaia. Ela toda sensibilizada com a luta daqueles idealistas e eu sentindo verdadeiro ódio por todos eles. Chegou uma hora em que eu pedi a ela que rezasse para que todo mundo morresse, porque aqueles que sobreviveram e entraram para a política se tornaram o que há de pior neste país. Vide José Genoino.

AINDA SOBRE POLÍTICA - Tenho uma amiga lá do Rio que é dez. Ela é a autêntica carioca, com o jeito de falar gostoso, ex-hippie, ex-doidona e muito gente fina. Casou, teve três filhas, enviuvou e teve que deixar o seu lado irreverente de lado, mas ainda assim, conserva aquele jeito especial. Pois bem, uma de suas filhas é a melhor amiga da minha e os papos que trocávamos sobre as crises das duas sempre foram hilários. Eu não conseguia parar de rir. Uma outra filha dela namorou por muito tempo o filho de uma das presas políticas que foram para o exterior e cujos detalhes não quero mencionar aqui no momento por causa desse maldito/bendito Google. A exilada até hoje é idealista (mas não entrou para a política) e teve três ou quatro filhos homens. Vocês acreditam que ela faz reunião com marido e filhos para deliberarem sobre assuntos domésticos e outros de interesse da família? M. (a amiga) conversando comigo sobre esse assunto disse: "Yvonne, deve ser assim que as reuniões começam: COMPANHEIROS, o primeiro assunto em pauta é a tampa da privada. Vamos fazer uma votação para ... . Quem for a favor de ... levanta a mão". Fora essa gozação, ainda ouvi outras que quase me fizeram fazer xixi na calça do tanto que eu ri. Saudades de M. que está morando agora em Cabo Frio e não tem mais Internet.

BAR DO MALUQUINHO - Queridos, vocês já devem ter percebido que raramente eu cito o nome de alguém aqui no blog e, conforme mencionei acima, a razão é o Google. Pois bem, conheci um bar no domingo passado cujo dono darei o nome de Velhinho Maluquinho. Meu amigo Fulano já tinha falado muito bem do local e eu pensei que fosse um grande exagero, mas não é, rsrsrs. Vejamos os motivos pelos quais VM (Velhinho Maluquinho) pode ser considerado especial:
- Não tem garçom
- Não tem cardápio
- Diz que sua cozinha é internacional, desde que você leve os ingredientes e faça a comida lá. No final deverá lavar os pratos e as panelas.
- Se de noite algum incauto lhe pergunta após não sei quantas cervejas que ele tomou, se há algo para beliscar, ele arreia a bermuda e mostra a bunda (essa eu não vi e espero não ver, rsrsrs)
- Por incrível que pareça, seus clientes fiéis são famílias com vovô, vovó, papai, mamãe, filhinho e netinha, que freqüentam o local durante o dia. Fomos convidados para participar do grupo, por sinal de mineiros que para cá vieram. Ele também é mineiro (de Juiz de Fora) que viveu por quase toda a sua vida no Rio e resolveu morar aqui depois da aposentadoria. Queridos amigos, Guarapari tem um grande índice de mineiros prá lá de esquisitos no melhor sentido da palavra, rsrsrs. São aqueles que precisam do mar, de ver o mar e de sentir o cheiro do mar.

POR QUE FALEI DO VELHINHO MALUQUINHO? - Porque eu adoro gente maluca, boêmia e que gosta de cerveja. Gente, em termos de farra, eu nasci com o sexo errado, visto que me identifico demais com o mundo masculino. Eu adoro ouvir papos de bar. O único problema é que sou diurna, pois tenho que estar na minha casa antes das 21h. Sou uma espécie de Cinderela. Ser coroa careta é flórida.


PRÁ TERMINAR - Contagem regressiva. No próximo sábado a grande Sandra
vai fazer aniversário. Quem for diabético, não apareça no seu blog porque vai ter bolo, brigadeiro e um monte de doces. Por outro lado, se você sofre de pressão alta, também não apareça porque os salgadinhos estão muito deliciosos. No entanto, se quiser deixar um recado carinhoso, será muito bem vindo. Ela merece, ela merece, ela merece.

Beijocas

Yvonne

UPDATE: O querido Jens disse que eu joguei pesado com a turma que lutou contra a revolução. Ele está certo e depois que eu postei, até pensei em tirar essa minha opinião. Muitos morreram e não vou ser indelicada de magoar os familiares, mas é que quando tomo conhecimento de gente que era um exemplo de ética, lisura e ideal e que hoje está fazendo uma besteira atrás da outra, sem contar roubos e corrupção ativa ou passiva, eu fico extremamente revoltada. Mais uma vez vou mencionar o Genoíno, pessoa pela qual eu sentia grande admiração. Desculpa Jens, a mágoa é grande e a facada nas costas ainda não sarou. Beijocas