Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

UM DIA FELIZ ( OU NÃO )


Amigos,

Terça-feira passada foi um dia maravilhoso. Após um ano e meio morando em Guarapari, eis que finalmente fiz um passeio há algum tempo planejado, mas por um motivo ou outro, nunca era realizado. Passeamos de escuna e conhecemos praias maravilhosas. Nosso grupo era de três casais, sendo um deles do Rio que se encontra passando uns dias aqui. Conhecemos também duas famílias de turistas.

Paramos na Praia de Setiba e tivemos uma tarde muito prazerosa. Voltamos para casa felizes da vida e ficamos ouvindo CD's. Quando ligamos a televisão, coloquei direto no canal de filmes. Naveguei um pouco na Internet, mas não parei para prestar atenção na página inicial do meu provedor. O dia foi perfeito, ensolarado e eu, apesar de estar com problemas, tive a sensação de que as coisas iriam melhorar não só para a minha família como também para o Brasil. A abertura do PAN foi linda, nossos esportistas estão se saindo bem, o Brasil ganhou da Argentina, não houve notícias sobre chacinas, empregadas domésticas espancadas, nem nada do gênero.

Eis que acordo de manhã (ontem) e o que leio na primeira página do jornal? Tragédia aérea com 189 mortes. Levei um enorme susto. Hoje, o jornal O Globo exibe em sua primeira página com letras imensas a seguinte manchete "Infraero, Anac, Decea, Cindacta, FAB ... e não se sabe o que houve". Ingenuidade dos jornalistas, nós sabemos o que aconteceu: falha humana. É o que vai ser concluído após as investigações.

Parece que nada dá certo. "O Brasil tem mais de dez órgãos cuidando da aviação, mas as repetidas tragédias não têm responsáveis", informa o jornal. De uns tempos para cá tenho repetido muitas vezes que está muito difícil a vida aqui no nosso país. Estou um pouco cansada de me sentir assim. Como disse o Biajoni, "nossos políticos são nossos próprios terroristas". Até quando?

Beijocas

Yvonne

P.S.: No sábado excepcionalmente farei um post.