Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

O CRISTO, O PAN E COPAS DO MUNDO

Amigos,

Leiam abaixo o diálogo entre mim e minha filhota:

- Mãe, você leu no jornal que estão pensando em fazer greve nos dias do PAN. Eu estou morrendo de medo do Rio de Janeiro dar um vexame para o mundo inteiro.
- Querida, não se preocupe. Apesar do que estamos lendo, vai dar tudo certo.
- Como você tem certeza?
- Porque o Rio sempre soube dar grandes festas.

Pois é, quando o Rio foi escolhido para sediar esses jogos, eu quase tive um colapso. Não queria de forma alguma e continuo não querendo. Aliás, essa é a razão de eu odiar a ministra-sexóloga do relaxa e goza que teve a cara de pau de dar um show de baixaria na época em que ela foi prefeita de São Paulo. Quando percebeu que iria perder, falou horrores sobre a minha cidade natal em plena sede do BNDES no Rio na frente do prefeito, do comitê e de jornalistas. É uma destemperada. Não demorou um mês foi passar um fim de semana lá com o maridão franco-argentino com a cara mais feliz e relaxada do mundo. Homem é bom, né meninas?

Pois bem, não quero falar sobre esse odioso ser humano e sim do grande colunista Zuenir Ventura. No último reveillon ele recebeu um amigo inglês que se mostrou perplexo com a festa na Praia de Copacabana. Disse que se mais de dois milhões de ingleses estivessem em um espaço de uma praia de 6km, iria ver uma pancadaria atrás da outra. Por razões que só Deus pode explicar, não acontece nada de violento no reveillon do Rio, como também nesses shows gratuitos. Está arriscado a ter assassinatos em uma festa familiar, mas quando há uma mega-festa, parece que todo mundo fica pacífico.

E o que é que o reveillon tem a ver com o PAN? É porque tenho percebido algumas pessoas sentando o sarrafo nesses jogos. OK, podem até ter alguma razão, mas por que torcer contra? Para depois dizer para o amigo a famosa frase "Eu não disse que ia dar merda?".

Outra coisa, é impressão minha ou tem gente que está tremendamente triste pelo Cristo Redentor ter sido escolhido como uma das Sete Maravilhas? Será que não dá para curtir sem lembrar que a cidade é violenta, que isso não enche barriga do povão e que está uma droga viver no Brasil? Vou confessar um segredinho para vocês: EU NÃO VOTEI NO CRISTO. Disse que votaria, mas mudei de idéia quando eu vi outros monumentos que mereciam muito mais. Então preferi ficar na minha e não escolhi nenhum deles.

Agora vocês podem entender a grande dificuldade que eu tenho de indicar blogs para serem premiados. Na minha lista das sete maravilhas, o Cristo não fazia parte, mas como não iria trair o meu país, eu preferi o "voto em branco". Eu achei injusto ele ter sido escolhido, mas por outro lado, como carioca e brasileira, eu fiquei muito feliz e não vou sair por aí fazendo campanha "Cristo? Tô fora". É um símbolo nacional que merece respeito e carinho. Esse velho discurso de que o povo precisa ser politizado e que o oba-oba do Cristo vai fazer com que as pessoas esqueçam dos reais problemas do nosso país é de uma sandice só.

É a mesma coisa da Copa do Mundo. Tudo começou na de 70 quando pessoas eram torturadas pelos militares e ninguém dava bola para o que acontecia. O povão não sabia de nada porque não saía notícia alguma nos jornais. O Brasil ganhou o tri-campeonato com a seleção que foi considerada a melhor de todos os tempos. Aí os formadores de opinião começaram a torcer contra porque isso significava que os milicos ficavam fortalecidos. Ora vejam só, não posso mais torcer por time algum, não posso mais brincar carnaval, não posso mais ver novela e o Pânico na TV, porque isso só vai demonstrar que eu sou uma pessoa alienada. Eu tenho que ficar em praça pública gritando palavras de ordem só para mostrar que eu sou antenada com os problemas do meu país. ME POUPEM.

Já ouvi pérolas do tipo "o Brasil não pode ganhar com o Lula porque vai ser um perigoso coquetel de bolsa-família e ufanismo". ME POUPEM DE NOVO. Eu vou torcer pelo Brasil e para a Mariléia Eduarda e o Roberval Augusto terminarem juntos na novela da Globo. As pessoas precisam de um refresco. Dessa forma, vamos deixar o Cristo Redentor em paz porque ele não tem nada a ver com Renan Calheiros e outros por aí que só nos enchem de vergonha. Esse povo vai morrer e o Cristo continuará reinando soberanamente no alto do morro do Corcovado.

Gostaria de dizer que isso também vai gerar dinheiro não só para o Rio, como também para todo o Brasil. Apesar da torcida contra, o Rio continua sendo a porta de entrada de turistas estrangeiros no país. O gringo irá para lá e depois vai fazer uma viagem para conhecer Foz do Iguaçu, o Pantanal, Salvador e tantas outras maravilhas que existem no nosso país.

E por último, é bom esclarecer que, mesmo morando em Guarapari, eu continuo apaixonada pela minha cidade. Vim para cá porque já não agüento mais qualquer município com mais de cem mil habitantes e aqui eu encontrei paz ao ficar em uma praia praticamente vazia todos os dias. Os amores da minha vida são: a minha família, os meus amigos, o Rio de Janeiro e depois o Brasil. Outra coisa, vamos dar aos cariocas uma chance de recobrarem a sua auto-estima tão abalada com tantos problemas pavorosos. O Cristo agradece.

Beijocas

Yvonne