Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

HOMEM NÃO PRESTA







Amigos,

Quando moça, nunca consegui paquerar ninguém. No começo por uma grande timidez, depois por falta de jeito mesmo. Podia ser o rapaz mais maravilhoso do mundo e eu estar morta de vontade de conhecê-lo, mas eu não conseguia fazer aquele jogo sensual. Todos os namorados e ficantes que eu tive foi por iniciativa deles e não minha.

Pois bem, muitas das minhas amigas não eram como eu. Elas atacavam. Vejam bem, não estou fazendo críticas a esse comportamento, porque eu acho que homens e mulheres são iguais. Não está escrito em lugar algum que só o homem pode dar em cima de alguém. Além disso, acho um charme só ver uma mulher que está se lixando para a opinião alheia e corre atrás da sua felicidade ou satisfação. Eu é que era a esquisita.

Por essa razão, caso eu tivesse desejo de disputar um rapaz com alguém, eu de cara já saía perdendo. Só que nunca passou pela minha cabeça um comportamento desse que eu acho abominável ( a disputa ). Não iria perder uma amiga por causa de uma paquera. Só que muitas mulheres não pensam bem assim. Algumas têm um prazer sádico de dizer aquela velha frase "homem não presta", mas elas não hesitam em tripudiar uma amiga por causa de um ... . No entanto, em toda minha vida, eu posso garantir que nunca conheci um homem que tenha preferido uma mulher a um amigo. A amizade para os homens está acima de qualquer coisa. Alguns de vocês poderão dizer que já conheceram um que fez isso ou aquilo. Tudo bem, não se deve rotular seres humanos, mas parem para se lembrar quantas mulheres vocês conheceram que agem dessa maneira. O número é bem mais expressivo.

O motivo deste post é que na sexta-feira eu e meu marido tivemos que consolar uma amiga que foi traída por alguém que ela julgava ser sua amiga. Foi ela contar que o fulano estava interessado nela que a outra deu um jeito de inventar uma história tão rocambolesca que o cara não quer mais olhar para a cara dela. Ela ficou o tempo todo chorando ao nos contar o que houve. A dor não era pelo homem e sim por causa da dita amiga que a esfaqueou pelas costas e quando questionada negou tudo com a maior cara cínica.

Pois bem, estava eu tranqüila lendo o meu jornal hoje (sábado), quando recebo o telefonema de minha filha aos prantos (ela está no Rio passando férias). Em respeito a ela, não vou contar o ocorrido, mas daqui de Guarapari eu senti um ódio imenso por uma menina que eu conheço há quase dez anos e que não titubeou em ter sido canalha e ter jogado fora uma amizade tão antiga. Isso tudo por causa de um rapaz que não significava nada na vida de ambas. Era apenas alguém que conheceram em uma festa.

O que doeu foi a forma sórdida para puxar o tapete da minha filha que é uma menina que tem uma rigorosa noção de lealdade e honestidade. Ela perdeu o chão de tal forma que queria antecipar a sua volta para casa. Eu não permiti uma bobagem dessa, mas estou muito chateada. Isso não é coisa que se faça. Eu estou muito distante de problemas de mocinhas e tenho maturidade suficiente para fazer o meu julgamento imparcial, ainda que uma das partes envolvidas seja a pessoa que eu mais amo no mundo. A "amiga" foi torpe mesmo.

O pior de tudo é que vou morrer vendo esse tipo de sacanagem. São inúmeros casos que tive oportunidade de testemunhar, alguns deles envolvendo a minha pessoa. Bom, pensando que de, um jeito ou de outro, minha filha e minha amiga iriam superar o problema e serem felizes para sempre, tomei conhecimento que eu também fui objeto de traição de alguém que diz ser amiga e chega até a me chamar de Voninha. Deu em cima do maridão de forma bem sutil, só que ele não nasceu ontem e entendeu bem o recado. A sorte é que eu sei bem que ela não é amiga porcaria nenhuma e parece não ter se dado conta que eu e ele somos os melhores amigos um do outro.

Pois é, três histórias em menos de 48 horas e ainda dizem por aí que homem não presta.

Beijocas

Yvonne
P.S.: Agora é prá valer.Vou ficar um tempinho sem visitar vocês. Espero estar equivocada, mas os compromissos são muitos.