Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

SANDRA PONTES

Amigos,

A querida Sandra Pontes postou o texto abaixo recentemente e eu pensei em publicar aqui também um pouco mais tarde para que desse tempo das pessoas esquecerem. Só que o meu lado ansioso falou mais alto e eu não achei justo que apenas as pessoas que freqüentam o blog dela possam ler essa preciosidade. A Sandra é uma blogueira de mão cheia porque além de contar coisas sobre si mesma, ainda escreve crônicas e poesias. Caso queiram, compareçam no cantinho dela e deixem seus habituais e gentis comentários. Basta clicar no título do post que abre a caixa de comentários.
Beijocas para todos vocês
Yvonne

REGRAS DA CONVIVÊNCIA, por Sandra Pontes

Não fale o que não sente. Suas palavras serão guardadas.

Ninguém agrada todos ao mesmo tempo. Sempre um ficará insatisfeito ou magoado.

Não escreva o que não fará. Palavras escritas são provas que lhe deporão contra.

Fugir de um confronto não é garantia de paz. Às vezes, confrontos geram entendimento.

Não prometa o que não pode cumprir. Decepção e raiva serão retorno garantido.

Não guarde silêncio sobre você. As pessoas à sua volta precisam saber quem é.

Sinceridade gera respeito. Não minta. Mentira ofende e denigre um relacionamento.

Não brinque com os sentimentos alheios. Os seus também não são brinquedo. Ou são?

Não é só você quem sofre no mundo. Respeite a dor dos outros.

Não existe solicitude à distância. Para ajudar, é preciso estar junto.

E se não é capaz de se doar, nem se ofereça.

Não gere expectativas se não possui condição de honrá-las.

Ninguém é perfeito, único ou insubstituível. Só Deus!

Falar e não fazer não é sinal de franqueza. É sinal de fraqueza.

Assuma seus atos. Se teve coragem de fazê-los, tenha hombridade de assumi-los.

Dúvida é perdoável. Incoerência, não.

Só perdemos aquilo que queremos perder ou o que não nos fará falta.

São raros os casos de termos uma segunda chance. Mas, se a perdemos novamente, pode ter certeza de que não haverá “terceira vez”.

Jamais distribua “eu te amo”. Alguém pode ouvir e acreditar.