Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

DIÁLOGOS

Amigos,

Segue abaixo duas conversas que tive nos últimos dias:

PRIMEIRO DELES - EU E MINHA SECRETÁRIA ROSE QUE MORA PRÓXIMO A UM MANGUE

Rose - D. Yvonne, a senhora gosta de caranguejo?
Yvonne - Gosto sim, mas raramente como porque não gosto de ficar dando aquelas pauladas um tempão por quase nada.
Rose - Que pena! E o Seu Antônio gosta?
Yvonne - Não, pelo mesmo motivo.
Rose - Eu perguntei porque hoje ou amanhã os caranguejos vão andar. Se vocês quisessem, eu poderia trazer alguns vivos e vocês cozinhariam aqui.
Yvonne - Querida, nem pensar em trazer os bichinhos vivos para eu jogar na panela. Em restaurante eu como porque não vejo a agonia deles, mas aqui em casa nunca. Agora me diz uma coisa, caranguejo não anda todos os dias?
Rose - Anda sim e de vez em quando um aparece no quintal lá de casa, mas hoje eles vão andar mesmo.

Fiquei sem entender absolutamente nada. Se alguém souber o que significa andar e andar mesmo, por favor me avisa.

SEGUNDO DELES - EU E MINHA FILHOTA

Filhota - Mamãe, nas próximas férias eu gostaria de trabalhar nos EUA. Como eu ainda não consegui emprego aqui, só estágio não remunerado, acho que seria uma boa e no ano que vem começo a trabalhar.
Mamãe - Menina, você não está se dando conta que o nosso dinheiro não está dando para quase nada? Como é que nós vamos pagar a sua passagem e principalmente a sua estadia lá?
Filhota - Não tem problema, a Vivian me disse que tem uma agência que se responsabiliza por tudo. Basta pagar a passagem, a estadia e eles arrumam empregos ruins do tipo faxineira, garçonete e outros. Dá para faturar uns dez mil dólares por dois meses que paga as despesas e ainda sobra um dinheiro.
Mamãe - Menina, você não vê filmes americanos em que os ilegais trabalham mil horas por dia e moram em verdadeiros chiqueiros? Além disso, depois do World Trade Center, os americanos estão sentindo verdadeiro ódio dos estrangeiros e relutam em ceder vistos. Como você conseguirá um visto estando desempregada? Quem consegue ganhar isso tudo em dois meses?
Filhota - Isso também não é problema porque a tal agência dá uma força.
Mamãe - Não poderia ser pelo menos no Canadá que é um país com baixíssimo índice de violência? Não quero você sozinha nos EUA.
Filhota - O Canadá seria uma boa, mas não tem o mesmo charme dos EUA. Se possível, gostaria que fosse Nova Iorque, mas, caso não dê, seria bom conhecer Montreal lá no Canadá.
Mamãe - Em Montreal se fala Francês que você não sabe. Se for o caso, escolha outra cidade em que se fale o Inglês. Aliás, o seu Inglês é horrível, como é que você vai se virar?
Filhota - Também não tem problema porque a tal agência dá uma assistência.
Mamãe - Não quero você trabalhando lá fora porque eu tenho medo de você passar humilhação por ser uma "cucaracha" da América do Sul. Além disso, morro de medo da violência americana.
Filhota - Você só pode estar de brincadeira. Depois de morar no RJ, você acha que violência me assusta?
Mamãe - Lá no Rio a gente sabe quais os locais que não podemos pisar os pés. Em Nova Iorque, Chicago, Montreal ou Toronto, você não tem a menor idéia. Vamos fazer o seguinte: pede a Vivian todos os detalhes a respeito dessa agência que eu vou dar uma olhada com carinho.

Vejam só, como moramos em um local com poucas famílias, o silêncio aqui é imenso. Eu e meu marido não podemos viajar juntos porque ela não se sente segura. Além disso, não faz nada dentro de casa e quer ser garçonete nos EUA sem falar Inglês de forma satisfatória. E a tal agência? É por essas e outras que muitas brasileiras desavisadas vão tentar a vida no exterior e acabam virando escravas sexuais. Com o meu dindin, que por sinal eu não tenho, ela não irá de forma alguma. Alguém sabe me informar alguma coisa? É só para cultura inútil mesmo porque eu não posso pagar essa passagem e muito menos a estadia lá. Só não quero dar uma de chata que nunca concorda com as loucuras, rsrsrs.

Beijocas

Yvonne