Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

RETORNO

Amigos queridos,

Em meu último post, comentei com vocês que não estava bem e que iria dar um tempo no blog. Felizmente não durou muito esse meu recesso, porque escrever é minha válvula de escape. No entanto, apesar de estar melhor, continuo um pouco triste. O problema que está me fazendo sofrer não envolve a minha vida e sim a de uma pessoa que eu amo muito. Eu sou uma galinha que gosta de manter debaixo das minhas asas todos os meus pintinhos. Quando algum deles está mal e eu não posso ajudar a resolver o problema, eu sofro também, principalmente quando é coisa mais do que séria.

O pior é que essa situação vai durar para sempre. Logo, como eu nasci para ser feliz, vou ter que arrumar um jeito de continuar sendo feliz, apesar de tudo. Já estou cansada de chorar e de acordar de cara inchada. Quero viver bem!

Eu queria agradecer todos os comentários de vocês e em especial a Carlinha e a Sandra que me enviaram e-mails preocupadas comigo e querendo saber o que tinha acontecido. Carlinha é uma filha virtual que eu amo muito. Não está em uma fase muito agradável, pois sofre de depressão que vez por outra aparece. Ainda assim, sem poder, ofereceu o seu ombro amigo para "ouvir" minhas lamúrias.

Sandra é uma irmã mais nova que, apesar de estar com o pai com grave doença, não titubeou e também me ofereceu o seu carinho. São atitudes assim que me fazem continuar acreditando na humanidade. Na semana passada, ao ler uma mensagem que ela enviou para mim, sem querer voltei ao meu equilíbrio. Deus, por intermédio da Sandra, mostrou para mim que o meu problema não é nada perto de milhões de pessoas deste vasto planeta. Eu não tenho mais o direito de chorar. Quero a minha vida de volta e também quero ajudar quem precisa de carinho.

Por essa razão, tal qual uma fênix que ressurgiu das cinzas, resolvi dar um basta e voltar a fazer algo que gosto muito que é participar do mundo blogueiro. Obrigada a todos. Mudando de assunto, gostaria de dizer que, em princípio, estarei no Restaurante Arab na Praia de Copacabana, quase esquina com a República do Peru. Pensei que o melhor horário é 18h para não atrapalhar alguma programação que as pessoas tenham a fazer. Se possível, gostaria de um retorno dos blogueiros cariocas.

Beijocas

Yvonne