Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

AS MENINAS




Não tem coisa mais agradável de se ver do que meninas andando nas ruas com seus uniformes de escola. Elas andam sempre em grupos, com invariavelmente o mesmo tipo de calça, o mesmo penteado e a mesma mochila. São lindas em suas juventudes. Riem de tudo, da vida que será maravilhosa, do príncipe encantado que certamente chegará para a solução de todos os seus problemas e do dinheiro que virá muito, graças a um incrível emprego que será o melhor do mundo. As meninas sonham muito alto, mas elas têm esse direito porque, até mesmo a mais feia delas, é linda em sua alegria de viver.

Adoro ver a farra dessas meninas/mulheres com seus peitos durinhos e lindos, seus corpos cheio de curvas, a pele linda, lisinha, os dentes perfeitos, tudo é bonito nelas. O mais lindo é a carinha de criança que teima em denunciar que elas ainda não são mulheres em seu esplendor. Ainda que não sejam mais virgens, as suas almas ainda são. Elas ainda não tiveram a oportunidade de conhecer um homem que saiba desvendar seus corpos e seus mistérios. Aqueles que já as amaram também não passam de meninos e mesmo os homens maduros que fizeram amor com elas não são homens que se pode levar a sério, pois o corpo de uma menina é um templo sagrado ao alcance apenas dos rapazes.

Uma vez li em uma revista o depoimento de um homem que tem fascinação por pés femininos, nessa matéria ele explicava o verdadeiro ritual que é para ele o envolvimento sexual. Alegou que só gosta de pés de mulheres mais velhas, pois os das meninas, nem pensar, são gordinhos, suados e marcados com os tênis que ele tanto abomina. A partir deste momento, eu passei a observar, realmente os pés das meninas são, em sua grande maioria, cheinhos, ainda que elas sejam magrinhas. É um resquício do tempo em que elas eram bebezinhos.

A vida, em que pese uma série de adversidades alheias a vontade das pessoas de bem, é sempre bela. Um dia de sol com um céu azul é meio caminho andado para ficarmos felizes, principalmente se no meio do caminho encontrarmos um alegre grupo de mocinhas soltando gargalhadas. Que venham as meninas.

Beijocas

Yvonne