Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

EU BLOGO SIM, ESTOU VIVENDO, TEM GENTE QUE NÃO BLOGA E ESTÁ MORRENDO

Amigos,

Visitando alguns blogues amigos, vi que algumas pessoas queridas escreverem posts sobre o motivo de terem começado a blogar. Como não sou de ferro, vou contar a minha história também. Bom, sou da época da carta e tudo mais que significa ter sido uma "baby boom". Não amigo mais novo, eu não explicarei o que vem a ser uma "baby boom". Você que é mais esperto que eu, pode pesquisar no Google e descobrir o que vem a ser isso. Continuando o assunto, eu era, digamos assim, uma completa idiota até que o banco onde eu trabalhava começou a usar o e-mail. E tome de F3, esc, F5, enter, caps lock. Lembro-me bem de uma estagiária que eu tive que me indagou a razão do departamento onde eu trabalhava não usar o Word e sim o "Carta-certa". Não amigos mais novinhos, me recuso a dizer para vocês o que vem a ser isso, pesquisem mais uma vez.

Pois bem, um dia estava eu com um funcionário quando eu indaguei a ele o que era sexo virtual. Como é que alguém trepa com o computador? Ele respeitoso demais e ante aquela minha pergunta insólita, explicou o assunto de uma forma bem educada, porém nada esclarecedora. Até que um dia eu li no caderno de Informática do jornal O Globo o que era um blog e quais deles eram bem famosos no Rio. O Elas por Elas era um que merecia destaque. Muito timidamente apareci por lá e simplesmente adorei. Entrava muda e saía calada. Um dia deixei a vergonha de lado e resolvi deixar um comentário. No outro dia, outro comentário, até que alguém comentou o meu comentário. Adorei e passei a ser uma das pessoas mais participativas. Tinha um monte de links por lá e eu ainda assim não me dava conta porque simplesmente eu não sabia que aquelas pessoas também tinham blogues.

Eis que o Elas por Elas acaba e com isso, ficamos todos nós ficamos órfãos. Como é que viveríamos uns sem os outros depois de tanto tempo? Tatoo e Lize decidiram criar o EXEPES que vem a ser os "Ex-elas-por-elas". Todos nós teríamos a oportunidade de enviar posts. Seria um blog comunitário. No começo foi maravilhoso, realmente todos nós enviávamos algo de interessante e toda a turma continuou junta. Só que uma das desvantagens de um blog da espécie é que ele não tem uma cara. E para piorar, não tínhamos o charme das jornalistas Mariana e Isa Docinho. Logo as contribuições começaram a ficar escassas. Por razões alheias à sua vontade, a Tatoo não podia mais participar até que a Lize me convidou para ficar no lugar dela. Bom gente, vou abreviar o sofrimento de vocês e dizer que algum tempo depois nasceu o Nós por Nós.

A querida Luma, uma das EXEPES, um dia nos comunicou que estava com o "Luz de Luma". Ainda assim, nunca tinha aparecido por lá porque eu não entendi muito bem o que ela estava falando. Até que ela me deu uma chamada do tipo "Porra Yvonne, cadê você lá no Luz?". Sabe Deus como, um dia eu a visitei e gostei muito. Por causa dela, comecei a prestar atenção nos demais links e um dia lia um, no outro lia outro. Convém esclarecer que praticamente todos os blogs que estavam linkados no Nós por Nós foram por sugestão da Viva, a primeira blogueira que eu conheci, juntamente com o Clark Kent e que se tornaram os meus mais novos amigos de infância.

Bom, fiquei encarregada de postar às terças e ampliei o meu universo. Por essa razão, comecei a publicar o que eu chamo de "Salada de frutas" porque eram idéias demais que vinham à minha cabeça para um único dia de publicação. São assuntos que não têm nada a ver um com o outro. Até que em julho deste ano a querida Luma me deu um blogue prontinho, com tudo que tem direito. Ela sentiu que eu precisava de um espaço só meu e no dia 28.07.2006 nasceu o Blog Gente. O nome foi dado por ela, o lay-out também. Tudo, absolutamente tudo, foi dado por ela e eu aceitei de coração aberto e feliz. Continuo no Nós por Nós impreterivelmente todas as terças porque ninguém pode ser gente ao abandonar a casa materna sem mais nem menos, mas agora eu tenho o meu lar também.

O Bloggente tem um grande problema: é um blogue confessional onde eu falo de tudo que se passa comigo. Eu choro, rio, mando alguém para aquele lugar, faço declarações de amor ou qualquer outra demonstração dos meus sentimentos. Sei que às vezes eu me exponho demais, mas o que fazer? Estou muito velhinha para ter determinadas inseguranças e por essa razão, tenho o maior orgulho e prazer ao dizer que a minha grande turma é composta de gente que tem menos de quinze anos (Menino Mutante) até o Sr. Soié que já passou dos oitenta anos. Essa é a minha querida turma. Não mencionarei os demais porque não quero ser injusta, mas todos vocês que recebem a minha visita diária moram no meu coração. São duas ou três horas por dia que eu dedico a vocês e esse tempo eu considero precioso demais. Amigos, eu gosto muito de vocês.

Beijocas

Yvonne

P.S.: Por comodidade e por ser jurássica, deixarei de linkar todos que eu mencionei, com exceção do Elas por Elas que já não existe mais. Quem quiser visitar as páginas, basta se dar ao trabalho de ver os meus links amigos que se encontra ao lado direito.