Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

UMA CARTA DE AMOR (OU YVONNE ESTÁ FICANDO MALUCA)

Minha querida azaléia,

Por muito tempo não sabíamos ao certo o dia em que você apareceu em nossas vidas. Puxando mais pela memória, lembrei-me que foi quase no final de 1989. Foram três de vocês de cores distintas (rosa bem claro e branca) que se uniram na grande sementeira e se tornaram uma só com a cor rosa avermelhado. Por dezesseis anos você alegrou a nossa cozinha no Flamengo. Fizesse sol ou chovesse, sempre nos dava flores. Era um privilégio nosso.

Até que eu de forma desumana falei para o seu "pai" que seria uma maldade fazer você viajar em um caminhão de mudança por quase doze horas. Você que sempre teve o calor do seu lar, seria cedida para o nosso filho, seu "irmão", que seria a única pessoa dar o seu valor.

A partir desse dia você deixou de dar flores. Mãe zelosa que sou, percebi que o seu problema foi a minha aparente rejeição. Quando me dei conta disso, conversei com você e disse que iria de qualquer jeito, nem que fosse no colo. Foi só bater esse papo e você voltou a florir. Seu transporte foi ótimo, não houve necessidade de tanto mimo assim.

Vida nova, apartamento novo e você sempre florida fazendo a alegria das pessoas que vinham aqui. Só que os anos de vida pesaram e você começou a definhar até se tornar uns galhinhos. Tivemos que tirar você da sementeira e comprar novas azaléias. São novas filhas, só que a minha predileta sempre será você. Podamos aqui, podamos ali e colocamos você em um vaso menor. É bonitinho também. Como de hábito, batemos um papinho e eu pedi que voltasse a florir. Você me atendeu com uma única e linda flor. Vamos ver se, tal qual uma fênix, você renasce. Espero que isso aconteça porque eu não sei mais como é a minha vida sem a sua presença. Te amo.

Beijinhos da mamãe humana

Yvonne