Se todos os dias são iguais, torne-se diferente

Yvonne

Minha foto
Brasileira, ariana nascida no Rio de Janeiro, morando atualmente em Guarapari, mulher, esposa e mãe. Gosto de artes em geral, de ler, de trocar idéias, de praia, de cinema, de tomar cerveja e de dar boas gargalhadas.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Gente de Opinião

Seguidores do blogger

Gente que Olha, nem sempre opina...

Arquivo BlogGente

Site Meter eXTReMe Tracker

NARIZ ARREBITADO


Há mais ou menos uma semana eu enviei uma mensagem para amigos mostrando um vídeo engraçado do YouTube onde aparece um cachorro dando uma mijada nas costas da Ana Maria Braga. Ela foi extremamente simpática e se saiu muito bem. Eu teria mordido o cachorro ao vivo e a cores, rsrsrs. No tal e-mail eu escrevi a seguinte frase "... pode quem quiser falar mal da AMB, mas eu a adoro...".

Um amigo, um tanto panfletário e que ainda acredita em um determinado político, me respondeu que 90% do mérito da simpatia da apresentadora se deve ao aparato da TV Globo. Não satisfeito sentou o sarrafo na Angélica e na Xuxa que não passam de pessoas medíocres. É, pode ser. Acredito que essas louras vão ter que comer muito feijão com arroz para chegar perto de uma Marília Gabriela, mas fica aqui a pergunta que não quer calar: quem foi que disse que a vida tem que ser o tempo todo séria? Eu quero ter o direito de ouvir a Nona Sinfonia de Beethoven e dançar ao som de um hip hop. Quem falou que eu não posso gostar de comer uma requintada comida chique e ao mesmo tempo me esbaldar com um prato de arroz, carne moída e batata?

Eu já estou muito velha para ouvir discursos do tipo "Fora FMI" ou "Abaixo a Rede Globo". Já estou muito cansada dessas frases, sendo que algumas delas eu repeti muitas vezes quando jovem. Agora, vejo que os líderes sindicais que as diziam a exaustão se encontram por aí na política fazendo vocês sabem o quê.

Pois eu adoro a Ana Maria Braga, a Angélica e a mãe de todas elas que está na mídia desde que a TV Tupi foi inaugurada em 1950 - Hebe Camargo - que para mim é um monstro sagrado da televisão brasileira. Fala um monte de besteiras, mas todo mundo quer ir ao seu programa, até políticos. A razão do sucesso dessas apresentadoras é que elas têm carisma, domínio de palco e simpatia. Infelizmente esses atributos não se compra em supermercados. Eu também gosto muito da Marília Gabriela.

Já escrevi algo do gênero há algum tempo, mas eu fico bastante irritada com discursos pseudo-intelectuais. Não gosto de pessoas que olham para os outros como se dissessem a frase: "Eu sou mais especial que você porque já li toda a obra do Marcel Proust e eu sei quem é Gore Vidal". Dá vontade de responder que eu também li Marcel Proust, nunca me interessei pelo Gore Vidal e curto Harry Porter tal qual uma menina de 15 anos. Também gosto de X-Man, de desenho animado, daquela música "... se ela dança, eu danço.." e de um monte de outras coisas consideradas lixo. Me esforcei bastante para entender o filme Matrix e nunca consegui compreender absolutamente nada. É cult e boas razões devem ter para isso, a burra sou eu.

Queridos, me desculpem pelo desabafo, mas eu penso que canja de galinha e humildade nunca fizeram mal a ninguém. Vou citar agora de uma resposta que um antigo chefe me deu dentro de um determinado contexto e que eu nunca mais esqueci: "Yvonne, o que importa não é falar 6 idiomas, o que importa é ter caráter". Ele fala os 6 idiomas.
Beijocas
Yvonne